Brasileiros são condenados por homicídio praticado no Japão

Réus ficaram dez anos foragidos no interior do Estado.

Decisão do 5º Tribunal do Júri condenou no dia 7 dois brasileiros acusados de matar e ferir gravemente um casal de japoneses no Japão, em junho de 2001.

Marcelo Chrystian Gomes Fukuda foi condenado a 23 anos 7 meses e seis dias de prisão e Cristiano da Silva Severo Ito a 22 anos, um mês e 15 dias pelos crimes de homicídio duplamente qualificado contra o homem e tentativa de homicídio triplamente qualificado praticado contra a mulher.

Após o crime os dois fugiram para o Brasil e permaneceram em liberdade até outubro de 2011, quando foram presos: Cristiano, em Mogi das Cruzes, e Marcelo, em Campinas.

Em sua decisão, o juiz Luis Gustavo Esteves Ferreira estabelece que os réus deverão cumprir suas penas no regime fechado, não apenas por se tratar de crimes hediondos, mas também para a garantia da aplicação da lei penal e da ordem pública, sendo certo que eventual recurso em liberdade resultaria em acentuada intranquilidade social, até porque os crimes causaram grande clamor popular perante a ordeira sociedade nipônica.

Autoria: Comunicação Social TJSP – RP
Fonte: Tribunal de Justiça de São Paulo

Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico.

- Sêneca

O dia que chegar, chegou. Pode ser hoje ou daqui a 50 anos. A única coisa certa é que ela vai chegar.

- Ayrton Senna