Pastor Silas Malafaia é investigado pela PF

O Pastor Silas Malafaia, líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo e terceiro pastor mais rico do Brasil, é alvo da operação Timóteo, da Polícia Federal. A operação investiga uma suposta fraude nas cobranças de royalties da exploração mineral, e abrange mais de 10 estados brasileiros.

Conforme informações da PF, existe uma suposta organização criminosa, na qual Malafaia teria participação, que age com algumas prefeituras para obter parte dos 65% da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais (CFEM), que é repassada aos municípios.

O pastor foi conduzido coercitivamente pelos agentes para prestar declarações sobre seu papel nesse suposto esquema de corrupção. De acordo com a Polícia, Silas Malafaia recebeu R$100.000,00 em sua conta pessoal de um dos escritórios envolvidos no esquema. Ele também é suspeito de emprestar contas da sua instituição para ajudar a ocultar o dinheiro.

Ele confirmou que recebeu, em 2013, um cheque neste valor de um dos advogados envolvidos na trama. Conforme as palavras do Pastor Silas Malafaia na rede social “Twitter”:

“Recebi uma oferta de cem mil reais, de um membro da igreja do meu amigo pastor Michael Abud, não sei e não conheço o que ele faz. Tanto é que o cheque foi depositado em conta. Por causa disso sou ladrão? Sou corrupto? Recebo ofertas de inúmeras pessoas e declaro no imposto de renda tudo o q recebo. Quer dizer que se alguém for bandido e me der uma oferta, sem eu saber a origem, sou bandido?

Com informações da Folha de S. Paulo

Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico.

- Sêneca

O dia que chegar, chegou. Pode ser hoje ou daqui a 50 anos. A única coisa certa é que ela vai chegar.

- Ayrton Senna