Funcionário acusa Google de violar leis trabalhistas

Um funcionário do Google está acusando a empresa de violar políticas confidenciais internas, o que vai contra as leis trabalhistas da Califórnia. Dentre as denúncias estão relatos de que o Google utiliza um “programa de espionagem interno”.

Para entender melhor, a empresa está investigando seus funcionários para saber se eles estão dedurando a companhia sobre as possíveis ilegalidades cometidas. Dessa forma, o Google acaba colocando os empregados uns contra os outros.

De acordo com o funcionário que moveu a ação, o Google utiliza esse processo rigoroso porque tem medo do que pode ser revelado à imprensa.

As leis trabalhistas regentes na Califórnia afirmam que os funcionários devem ser capazes de discutir suas condições de trabalho e possíveis violações que possam ocorrer dentro da empresa sem temor de punição. Além disso, elas garantem que os funcionários estejam autorizados a falar sobre a empresa em determinadas situações.

Se o processo seguir para o lado das acusações do funcionário, o Google pode ter que desembolsar cerca de US$ 3,8 bilhões (algo em torno de R$ 12,5 bilhões) em multa, sendo que esse valor seria dividido entre cada um dos seus funcionários afetados.

Via Engadget

Autoria: Redação do Olhar Digital
Fonte: Olhar Digital

Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico.

- Sêneca

O dia que chegar, chegou. Pode ser hoje ou daqui a 50 anos. A única coisa certa é que ela vai chegar.

- Ayrton Senna