Vítima de atropelamento e sua mãe serão indenizadas

44
Criança atingida teve ferimentos na perna Créditos: sergign / Shutterstock.com A 17ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) condenou um casal a indenizar uma garota em R$15 mil por danos morais e estéticos e a mãe dela em R$5 mil por danos morais, devido aos ferimentos causados à menina em um atropelamento ocorrido na cidade de Poços de Caldas. A decisão altera a sentença de primeira instância, que julgou improcedentes os pedidos. A garota, representada por sua mãe, ajuizou ação contra a condutora e o marido dela, proprietário do carro, pleiteando indenização por danos morais e estéticos. Segundo o processo, em setembro de 2008, ela foi atropelada na Avenida Afonso Pena, quando ia para escola. A colisão com o carro, que trafegava em alta velocidade, causou à vítima grandes ferimentos na perna. Em sua defesa, a condutora alegou que veio um carro em alta velocidade no sentido contrário, o que a obrigou a desviar. Afirmou, ainda, que a criança contribuiu para o acidente por estar andando na rua. Como os pedidos foram julgados improcedentes em primeira instância, a garota e a mãe recorreram ao Tribunal. O relator, desembargador Antônio Sérvulo dos Santos, acolheu o argumento das

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados

5   +   8   =