Justiça mantém prisão de envolvido em mortes de torcedores do Flamengo

A.RICARDO/Shutterstock.com

Em audiência realizada nesta quarta-feira, dia 13, o juiz Alexandre Abrahão Dias Teixeira, titular da 3ª Vara Criminal da Capital, manteve a prisão preventiva de Ramon Moura Coutinho, acusado de participar, ao lado de integrantes da Torcida Jovem do Vasco da Gama, do ataque a um grupo de torcedores do Flamengo que resultou nas mortes de Paulo Vitor Braga Araújo e Deivison Matheus do Nascimento. Os crimes foram cometidos no dia 21 de novembro do ano passado, na estação de trem de Realengo, na Zona Oeste, quando as vítimas, acompanhadas de mais dois torcedores, voltavam para casa após assistir ao jogo entre o rubro-negro e o Coritiba no Maracanã, pelo Campeonato Brasileiro.

Na audiência de instrução e julgamento foram ouvidas seis testemunhas. Ramon optou por permanecer em silêncio. O Ministério Público e a defesa do acusado irão apresentar agora as alegações finais. Após essa etapa, o juiz decidirá se o réu irá a júri popular.

Fonte: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

Se vives de acordo com as leis da natureza, nunca serás pobre; se vives de acordo com as opiniões alheias, nunca serás rico.

- Sêneca

O dia que chegar, chegou. Pode ser hoje ou daqui a 50 anos. A única coisa certa é que ela vai chegar.

- Ayrton Senna