Vale a pena aderia à FUNPRESP?

464
Uma das dúvidas mais comuns nos últimos tempos é se vale a pena ou não aderir à Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp), de que trata a Lei nº 12.618/2012. Por um lado, as sucessivas reformas nos regimes públicos têm atraído o receio de que haja redução cada vez maior nos benefícios prometidos, levando os servidores a considerarem a opção pelo regime complementar, que constituem reservas voltadas para a garantia dos benefícios contratados. Por outro lado, as diversas notícias nos últimos anos sobre a ocorrência de fraudes e má gestão em Fundos de Pensão vinculados a estatais traz questionamentos sobre a segurança e efetiva fiscalização sobre a gestão desses recursos. Deve-se notar, a princípio, que a decisão envolve a análise de custos de oportunidade e de projeção de cenários para um período muito longo, usualmente de décadas, como só de ocorrer com o planejamento previdenciário. Não estamos, portanto, no campo da certeza, mas sim da probabilidade. Assim, para aqueles que ingressaram no serviço público após a instituição do novo regime, a decisão de não adesão à Funpresp implica na renúncia a um montante de até 8,5% da sua remuneração, a título de contribuição do patrocinador. Ainda que

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados