Comerciante é condenada por injúria racial após ofender cliente

211
Comerciante é condenada por injúria racial após ofender cliente | Juristas
Créditos: ShutterOK/Shutterstock.com

A 5ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ) manteve sentença que condena a empresária Miriam Romano a  pagar R$ 20 mil, por injúria racial, a Altair Bonfim. Ele tinha ido à loja Miriam Romano Joalheiros, em Ipanema, a fim de consertar um relógio, porém foi mal atendido e discutiu com a dona do estabelecimento, que o xingou de “negro, safado e abusado”.

No acórdão, a relatora, desembargadora Claudia Telles, destaca que a quantia da indenização é proporcional à gravidade do fato, que causou angústia e sofrimento psicológico ao cliente.

“No presente caso, o autor teve sua honra atingida e foi exposto ao ridículo no meio social em que trabalha, sendo certo que as ofensas foram proferidas em local público, diante de todos que passavam pelo local”, afirma.

Processo n°: 0296516-13.2011.8.19.0001

Autoria: JGP/SF
Fonte: Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro

DEIXE UMA RESPOSTA