Sepúlveda Pertence já foi advogado de Lula no STM

0
77

Ex-ministro do STF já foi advogado de Lula há mais de 35 anos, quando ainda era ex-presidente sindical

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva conhece o advogado Sepúlveda Pertence como “Zé Paulo”. O contato entre eles se iniciou em 1982, quando Pertence foi convidado por Luiz Eduardo Greenhalgh, no processo em que o, na épica, líder sindical, que foi preso durante 31 dias em abril de 1980, foi autuado na Lei de Segurança Nacional.

Pertence foi um dos advogados de Lula que fizeram a sustentação oral em sua defesa e na de outros dez sindicalistas no Supremo Tribunal Militar, no dia 16 de abril de 1982. A votação ficou em 9 a 3, e o STM anulou todo o processo que havia condenado os sindicalistas nas instâncias inferiores. Depois, o processo foi mandado de volta para a Justiça Federal, onde foi prescrito.

Uma coincidência é que, na época, Lula era pré-candidato ao governo de São Paulo, como de fato foi, e ficou em quarto lugar, tendo recebido 1,4 milhão de votos.

Veja também: Habeas Corpus de Lula pode ser negado

Estreitamento da amizade de Lula e Sepúlveda

Uma semana depois da decisão do STM, Lula chamou Pertence para a comemoração dos metalúrgicos em um restaurante de São Bernardo do Campo e deu uma foto da ocupação militar do sindicato durante a greve. Essa foto é tida como uma das favoritas de Sepúlveda até hoje.

Depois disso, Pertence foi à casa de Lula, onde eles conversaram por longas horas e selaram uma amizade que dura até os dias de hoje, juntamente com o advogado Sigmaringa Seixas, que também é amigo de ambos.

Agora, depois de mais de 35 anos, eles voltarão a trabalhar juntos: Sepúlveda Pertence, advogado criminalista, entrou oficialmente para a equipe de defesa de Luiz Inácio Lula da Silva.

Fonte oficial: Estadão