Julgamento do inquérito contra Aécio Neves não será adiado

0
16

O julgamento do Inquérito 4506, no qual foram denunciados por corrupção passiva o senador Aécio Neves (PSDB-MG), sua irmã Andrea Neves da Cunha, Frederico Pacheco de Medeiros e Mendherson Souza Lima, não será adiado.

A defesa de Andrea Neves requereu o adiamento do julgamento, marcado para 17 de abril (terça-feira), para 24 de abril. O advogado constituído nos autos comparecerá ao STJ para a audiência de habeas corpus de outro cliente na mesma data e hora, motivo pelo qual solicitou a remarcação. Seria, assim, impossível comparecer ao julgamento de Neves.

O ministro Marco Aurélio, do Supremo Tribunal Federal, manteve o julgamento para o dia 17 de abril ressaltando que não há justificativa relevante para o adiamento, visto que há outros oito habilitados para a defesa no processo do habeas corpus em curso perante o STJ, além de onze representantes da investigada no inquérito em trâmite no Supremo.

Destacou, ainda, que “nada impede que os julgamentos agendados para a data sejam ordenados, no próprio dia, de modo a possibilitar ao profissional, ante a proximidade dos Tribunais, a realização de sustentação oral em ambos”.

Fonte: portal do STF