Petição – Família – Ação de divórcio direto consensual (02)

345

EXMO. SR. DR. JUIZ DE DIREITO DA ….. VARA DE FAMÍLIA DA COMARCA DE ….., ESTADO DO …..

….., brasileiro (a), profissional da área de ….., portador (a) do CIRG n.º ….. e do CPF n.º ….., residente e domiciliado (a) na Rua ….., n.º ….., Bairro ….., Cidade ….., Estado ….. e ….., brasileiro (a), profissional da área de ….., portador (a) do CIRG n.º ….. e do CPF n.º ….., residente e domiciliado (a) na Rua ….., n.º ….., Bairro ….., Cidade ….., Estado ….., casados entre si, mas separados de fato, por intermédio de seu (sua) advogado(a) e bastante procurador(a) (procuração em anexo – doc. 01), com escritório profissional sito à Rua ….., nº ….., Bairro ….., Cidade ….., Estado ….., onde recebe notificações e intimações, vêm mui respeitosamente à presença de Vossa Excelência propor

AÇÃO DE DIVÓRCIO DIRETO CONSENSUAL

pelas razões de fato e de direito em seguida aludidas.

DOS FATOS

Os requerentes uniram-se em matrimônio desde o dia …. de …. de …., em regime de comunhão parcial de bens, conforme constata incluída certidão passada pelo Cartório do Registro Civil, Ofício, dessa Cidade. Desse relacionamento, originou-se a filha do casal, …., no dia …. de …. de …., que será mantida sob a presença da progenitora, determinada normalmente a visita.

Os demandantes estão realmente desquitados há mais de dois anos, não sendo havendo a possibilidade ou interesse que eles se reconciliem.

O autor irá quitar todo mês o valor de …. salários mínimos, a título de pensão alimentícia em favor, unicamente, da filha.

A autora retornará a utilizar o seu nome de solteira, ou seja, …., e renuncia alimentos para si.

Os autores  que estão se divorciando não detém posses para serem divididas.

DO DIREITO

Este recurso se baseia supedâneo nos artigos 226/CF, § 6º e 1580/CC e demais disposições legais admissíveis à este genêro.

DOS PEDIDOS

Portanto posto o que mais seguramente será suprimido pelo explícito conhecimento jurídico de Vossa Excelência, requisitam que seja determinada a presunção por decisão oficializando o divórcio do casal e que seja determinada o despacho de ofício para o cartório, para o registro e notificação de praxe.

Dá-se à causa o valor de R$ ……

Nesses Termos,
Pede Deferimento.

[Local], [dia] de [mês] de [ano].

[Assinatura do Advogado]
[Número de Inscrição na OAB]

…………………………… …………………………………..
CÔNJUGE VARÃO CÔNJUGE VIRAGO

DEIXE UMA RESPOSTA