Jogos Jurídicos do Rio têm episódio de racismo

217
racismo
Créditos: Ocus Focus | iStock

Segundo relatos feitos nas redes sociais, os Jogos Jurídicos Cariocas, campeonato esportivo estudantil que abrange faculdades de Direito do Rio, tiveram episódios de racismo.

Alguns alunos da PUC-Rio vêm sendo acusados de insultar estudantes da UERJ ao imitarem macacos na final de basquete masculino, de lançarem uma casca de banana na direção de um aluno negro da Universidade Católica de Petrópolis durante partida de futebol de campo, e de chamar uma jogadora de handebol da UFF de macaca. Nenhum deles foi identificado e não se registrou nenhum boletim de ocorrência.

Conforme um participante, um dos estudantes agredidos deixou a competição após as ofensas, ao passo que a estudante deixou a quadra chorando.

O clima de provocação é comum nas arquibancadas e não é a primeira vez que atos de racismo acontecem nos jogos. Inclusive, criaram a página “Jogos Sem Racismo” com o intuito de evitar novos casos de discriminação, dentre outros protestos contra o racismo

Um estudante da UERJ destacou que a universidade é sempre muito atacada por ter uma grande quantidade de negros, já que foi a primeira a implementar o sistema de cotas raciais no país. Suas equipes são chamadas de “Congo” pelos adversários.

jogos jurídicos
Créditos: utah778 | iStock

A PUC-Rio emitiu uma nota dizendo que reprova veementemente esse tipo de violência e que instaurou uma comissão para averiguar as denúncias e tomar as medidas cabíveis, repressivas e inclusivas.

A reitoria da UERJ também divulgou nota repudiando atos de racismo e se solidarizando com as vítimas, solicitando ainda a investigação dos fatos para punição dos responsáveis.

“É absolutamente inadmissível que atos como esses ainda possam ocorrer, especialmente por envolver estudantes de direito. Considerando que o racismo é crime, não podemos nos furtar de exigir a devida investigação desses fatos e rigorosa punição, devendo ser assegurada ampla defesa dos envolvidos.” (Com informações da Folha de S. Paulo.)

DEIXE UMA RESPOSTA