Identificado mais um golpe por Whatsapp envolvendo o Detran da Paraíba

detran-pb
Créditos: Reprodução | Detran-PB

O Estadual de Trânsito (Detran-PB) mais uma vez está sendo vítima de um golpe espalhado pelo aplicativo de mensagens Whatsapp. E desta vez, os golpistas estão se passando por servidores do Órgão e pelo seu superintendente, Agamenon Vieira.

Os golpistas entram em contato oferecendo facilidades a quem tem pendências junto à autarquia. A Coordenação de Inteligência da Secretaria de Estado de Segurança e Defesa Social foi o responsável pela apuração e confirmação do golpe.

De acordo com os dados apurados, o golpe aplicado se dava por meio de mensagens via WhatsApp para números aleatórios, com conteúdo que leva o destinatário a entender que foram enviadas por engano, sugerindo a realização de fraudes praticadas internamente por supostos servidores do Detran-PB.

Nas mensagens, os criminosos oferecem retirada de multas, liberação de veículos e/ou expedição de documentos sem os procedimentos legais, e ainda que determinada situação já foi resolvida e logo em seguida pedem desculpas pelo envio da mensagem, alegando que se destinava a outra pessoa.

golpe por whatsapp
Créditos: Giulio Fornasar | iStock

“Segundo apurado, a mensagem trata-se de um golpe que objetiva enganar pessoas que possuam pendências junto ao Detran. O golpe tem outra vantagem porque, mesmo que exista alguém que tenha “caído” na fraude, essa pessoa não irá denunciar porque o que pretendia fazer seria um ato criminoso de Corrupção Ativa (Art. 333 do CPB)”, diz o relatório.

Ainda de acordo com a Coordenação de Inteligência, os telefones utilizados têm DDD 83, porém, estão cadastrados em nome de pessoas de outros Estados, nas regiões norte e sul do país, apesar do DDD local.

Também foi constatado a ocorrência de golpes semelhantes no Maranhão e Amazonas, também envolvendo servidores e até diretores dos Detrans desses estados, praticados pelos mesmos estelionatários que vêm atuando na Paraíba.

Agamenon Vieira, superintendente do Detran-PB alertou fez um alerta dizendo que o órgão não oferece nenhum tipo de serviço por meio do aplicativo WhatsApp e só se manifesta pelos seus canais oficiais.

Vieira afirmou ainda que se alguém receber algum conteúdo dessa natureza deve denunciar imediatamente pelo e-mail [email protected]. (Com informações do Paraíba Online.)

DEIXE UMA RESPOSTA