Xuxa perde para o Google em caso sobre buscas de filme erótico

262
Xuxa - filme erótico
Créditos: Prykhodov | iStock

Mais um recurso foi negado a Xuxa em caso sobre filme erótico lançado na década de 80.

Xuxa ajuizou ação contra o Google para remover das buscas da plataforma palavras que relacionam o seu nome ao filme “Amor, Estranho Amor”, de 1982. No filme, o personagem da apresentadora era uma garota de programa de 19 anos que seduzia um menino de 12 anos.

O processo foi julgado em segunda instância e a apresentadora não poderá mais recorrer.

Com a ação, Xuxa tentava remover das buscas do Google frases que associavam seu nome com a palavra “pedofilia” e derivadas como “Xuxa pedófila” ou qualquer outra que associe “escrito parcial ou integralmente, e independentemente de grafia”.

A primeira decisão contra a rainha dos baixinhos foi proferida em maio do ano passado. “Por unanimidade, após rejeitadas as preliminares, no mérito, negou-se provimento ao recurso, nos termos do voto”, disse a desembargadora e relatora do caso, Valeria Dacheux Nascimento. Xuxa recorreu novamente e o processo encerrado no final de junho.

A disputa judicial começou em 2010. A apresentadora não comentou sobre a decisão. (Com informações do Uol.)

DEIXE UMA RESPOSTA