Empresa responde por acidente de trabalho ao não treinar seus empregados

3342
Créditos: Natnan Srisuwan | iStock A 1ª Turma do TRT-24 (MS) confirmou a decisão que condenou uma empresa ao pagamento de pensão mensal no valor de R$ 1.360,00 a um ex-empregado que se acidentou no trabalho ao ter sido ajudado por colegas que não foram treinados para a função. Narra o autor que era mecânico e que, ao consertar um trator que estava com vazamento, com o auxílio de dois funcionários que não são da área, um dos colegas soltou uma das rodas, que o atingiu no tornozelo e prendeu sua perna. O laudo pericial demonstrou que o profissional ficou incapacitado permanentemente para o trabalho. A empresa alegou culpa exclusiva do funcionário. No tribunal, o relator afirmou que a responsabilidade do empregador é indiscutível. Veja também: Indenização por dano material por acidente de trabalho não depende de condenação penal Acordo trabalhista feito pelo aplicativo WhatsApp é homologado em Roraima Funasa e estado do Amazonas são condenados a indenizar servidor cedido que sofreu acidente de trabalho Para ele, “a prova oral produzida confirmou que o evento danoso se deu em razão da negligência da ré no cumprimento de normas de segurança do trabalho. Ficou demonstrado nos autos que o reclamante era

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados