PSB e Marina Silva são absolvidos por acidente de Eduardo Campos

140
psb
Créditos: Reprodução

Apesar da condenação da empresa AF Andrade, dos empresários João Carlos Lyra e Apolo Santana Vieira e da Bradesco Seguros ao pagamento de R$ 4,5 milhões para família de copiloto do avião que caiu com Eduardo Campos, a 49ª Vara do Trabalho de São Paulo absolveu o Partido Socialista Brasileiro (PSB) e a pré-candidata à presidência da República Marina Silva (Rede).

A ação trabalhista, ajuizada pela viúva e os dois filhos do copiloto, pediu o reconhecimento de vínculo de emprego, além indenização por danos morais. O juiz entendeu que foi comprovada a responsabilidade da empresa e dos empresários ao contratarem os pilotos acidentados. A Bradesco era a seguradora das empresas.

Entretanto, o juiz apontou que não há provas de que o PSB participou da contratação do empregado, ou que tivesse qualquer participação quanto ao transporte aéreo utilizado por Eduardo Campos. Também salientou que não ficou demonstrado que Marina cumpria as mesmas agendas de Campos.

Cabe destacar que, mesmo que fosse condenada, as condições de elegibilidade de Marina não seria comprometidas.

Há outras ações indenizatórias envolvendo o acidente. (Com informações do Jota.Info.)

DEIXE UMA RESPOSTA