Gilberto Gil afirma não ter visto Lula pedir ou receber vantagens indevidas

0
33
gilberto gil - vantagens indevidas
Créditos: Fred Cardoso | iStock

O ministro da Cultura do ex-presidente Lula por 6 anos, o cantor Gilberto Gil, depôs a Moro por videoconferência e afirmou não ter visto o petista pedir ou receber vantagem indevida. O depoimento se deu na ação do sítio de Atibaia, em que Lula responde por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Gil contou que participava de audiências, despachos e reuniões e que tinha contato com Lula. Disse também que foi ministro ao mesmo tempo em que José Dirceu e que conheceu o ex-ministro Antonio Palocci, mas que não soube do envolvimento de Dirceu ou de Palocci em esquemas de corrupção.

Na denúncia do sítio do Ministério Público Federal, a entidade acredita que Lula recebeu propina de seis contratos firmados entre a Petrobras e a Odebrecht e a OAS, em forma de de melhorias no imóvel que totalizaram R$ 1,02 milhão. (Com informações do G1.)