Arquivos diários: 17/09/2018

mandados de prisão

Polícia Civil do RJ cumpre mandados de prisão em 6 estados em operação de...

Após denúncia em investigação contra crimes cibernéticos e lavagem de dinheiro do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do MP-RJ, a Polícia Civil do Rio de Janeiro cumprirá 45 mandados de prisão contra possíveis integrantes de uma quadrilha nacional especializada nesses ilícitos. Os mandados estão sendo cumpridos em São Paulo, Minas Gerais, Paraná, Santa Catarina. Rio de Janeiro e Bahia.
cnj

Provimento do CNJ que dispõe sobre manifestação de juízes em redes sociais não será...

O pedido da Associação Nacional dos Magistrados Estaduais (Anamages) e de um juiz de Minas Gerais para suspender o Provimento 71 do Conselho Nacional de Justiça foi negado pelo ministro Roberto Barroso (STF) no Mandado de Segurança (MS) 35793. Ele entendeu que não há hipótese que justifique o controle pelo Supremo de ato do CNJ.
direitos autorais

Cobrança de direitos autorais de músicas exibidas em salas da Cinemark não é permitida

O STJ não conheceu do recurso especial do ECAD e confirmou a decisão da segunda instância que o impede de cobrar direitos autorais da Cinemark pela execução pública de músicas inseridas nas trilhas sonoras dos filmes exibidos em suas salas de cinema.
metro de são paulo

Uso de câmeras de reconhecimento facial no metrô de SP é proibido em liminar

A tutela de urgência pedida pelo Instituto de Defesa do Consumidor (IDEC) foi deferida pela juíza da 37ª Vara Cível de São Paulo para que a ViaQuatro (concessionária da linha 4-Amarela do Metrôde São Paulo) interrompa, em 48 horas, a utilização dos sensores de reconhecimento facial dos passageiros nas plataformas.
danos morais coletivos

Correios pagarão R$ 500 mil por danos morais coletivos a carteiros assaltados durante trabalho

A exposição de carteiros a condições de insegurança é o motivo pelo qual a 10ª Vara do Trabalho de Campinas acatou o pedido do Ministério Público do Trabalho para condenar os Correios ao pagamento de indenização por danos morais coletivos de R$ 500 mil. Além disso, o juiz determinou que os Correios prestem assistência médica e psicológica imediata aos trabalhadores vítimas de assaltos, constrangimento ou violência, sob pena de multa de R$ 50 mil por trabalhador ou família não assistidos.
morte de criança

Parque aquático é responsável por morte de criança em uma de suas piscinas

Entendendo que o parque de diversões é responsável pela morte de uma criança em uma de suas piscinas, a 4ª Turma Cível do TJDF não aceitou recurso feito por um parque condenado em primeira instância ao pagamento de indenização à avó de criança que morreu afogada em uma piscina para adultos.
advogados

Advogados são processados por possível envolvimento em atentado contra Bolsonaro

Os advogados Zanone Manuel de Oliveira Júnior, Fernando Costa Oliveira Magalhães, Marcelo Manoel da Costa e Pedro Augusto de Lima Felipe e Possas estão sendo processados pela prática, em tese, de organização criminosa, crime contra a segurança Nacional, terrorismo e crimes tributários, por supostamente terem participado do atentado contra o candidato a Presidente da República Jair Bolsonaro, em Juiz de Fora/MG.
pessoa jurídica

Dano moral para pessoa jurídica não pode ser presumido, diz TRF-4

O TRF-4 negou recurso de uma empresa que pedia indenização por danos morais da Universidade Federal do Rio Grande do Sul após a instituição publicar uma reportagem em seu jornal em que vinculava a imagem da empresa aos dizeres “Meio Ambiente em risco”.
vícios ocultos

TRF-3 afirma que construtora e CEF respondem por vícios ocultos em imóvel

Caixa Econômica Federal - CEFA 1ª Turma do TRF-3 condenou a Caixa Econômica Federal e a construtora Calio e Rossi Engenharia ao pagamento de indenização no valor de R$ 24 mil a cada morador do loteamento Jardim Bom Retiro, em Monte Alto (SP), por vícios ocultos no imóvel.
multa

TJ-SP anula multa milionária imposta pelo Procon a empresa de bebidas por falta de...

A 7ª Câmara de Direito Público do TJSP anulou a multa de mais de R$ 4 milhões imposta pelo Procon a empresa de bebidas por não comprovar o defeito de fabricação. A multa teria sido aplicada após um consumidor relatar à Delegacia de Polícia do Consumidor que algumas latas de água tônica que comprou estavam mais leves que o normal, apesar de lacradas, o que foi comprovado em laudo técnico.
advogado

Advogado apresenta queixa-crime contra jornalista pela suposta prática de crimes contra a honra

Advogado paraibano apresentou a queixa-crime nº 0801647-84.2018.8.15.2002 no Juizado Especial Criminal de João Pessoa contra o jornalista Adelson Barbosa dos Santos Filho...
ford

Defeito em carro 0Km gera dever de indenizar pela Ford e Concessionária

De acordo com o processo, o autor da ação adquiriu o veículo zero quilômetro na concessionária, e com apenas dois meses de uso o carro começou a apresentar vários defeitos. Os problemas não foram reparados, o que impossibilitou o uso normal e contínuo do automóvel. O consumidor, então, ajuizou uma ação requerendo indenização por danos morais contra a montadora do veículo e a concessionária.
ross

Universidade Canadense cria o primeiro advogado robô que litiga usando Inteligência Artificial

Uma startup canadense da Universidade de Toronto criou Ross, o primeiro advogado robô do mundo. E ele é capaz de ouvir a linguagem humana, rastrear mais de 10 mil páginas por segundo e formular uma resposta muito mais rápida do que qualquer advogado humano.
produto

Por erro em rótulo, empresa deve retirar produto vendido como “sem glúten” dos supermercados

O juiz de Direito da 21ª vara Cível de São Paulo, Rodrigo Ramos, deferiu uma liminar determinando que uma empresa do setor alimentício retire do mercado todas as unidades de um lote do produto "macarrão penne sem glúten". Para o magistrado, há forte evidência de que o produto contenha algum nível da substância.
aécio e anastasia

Gilmar Mendes envia inquérito contra Aécio e Anastasia para Justiça Eleitoral

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes, determinou o envio dos autos do inquérito 4414 à Justiça Eleitoral em Minas Gerais. Nesse são investigados os senadores Aécio Neves e Antonio Anastasia. A decisão vai de acordo com o entendimento do STF sobre restrição do foro privilegiado e nos indícios apontados, que podem configurar delito previsto no Código Eleitoral.

MAIS POPULAR

NOTÍCIAS MAIS RECENTES

14,0k Seguidores
Seguir