Empresa aciona CNJ em acusação de fraude na Justiça do Trabalho de SP

308
cnj
Créditos: Vladimir Cetinski | iStock

Após rejeições na Corregedoria do Tribunal Superior do Trabalho, a empresa OPTR2 ajuizou um pedido de providência no Conselho Nacional de Justiça (CNJ), acusando atos fraudulentos na cessão de créditos trabalhistas e execuções na 2ª Vara do Trabalho de São Paulo.

Segundo o requerimento, a empresa aponta irregularidades em uma reclamação trabalhista que teve início em 1991 e agora está em fase de execução. A empresa autora do pedido é terceira interessada no processo e proprietária do imóvel avaliado em R$ 50 milhões de reais e que foi objeto de leilão.

A petição apresentada ao CNJ acusa, além de possíveis irregularidades durante o andamento da execução, a existência de uma relação entre a empresa credora, que não teria anunciado a compra dos referidos créditos à Justiça do Trabalho, e a companhia compradora do imóvel no processo de alienação.

A Hanna Incorporações e Vendas Ltda, empresa acusada, afirmou em nota que “jamais se envolveu em qualquer espécie de fraude ou esquema para desenvolver suas atividades comerciais”. Rechaçou todas as acusações e disse zelar “pela sua seriedade e com notória reputação no mercado”. Disse ainda que não recebeu nenhuma intimação sobre o requerimento do CNJ. (Com informações do Consultor Jurídico.)

Processo 0008283-12.2018.2.00.0000

DEIXE UMA RESPOSTA