Você sabia que os números também fazem parte do Direito?

99
Créditos: Andrey Popov | iStock Todos os dias os advogados lidam com perguntas como: quanto o juiz da causa arbitrou de indenização por danos morais? Esse valor está dentro da média? Quanto tempo durou o processo? Qual foi o percentual arbitrado a título de honorários sucumbenciais? Isoladamente essas informações não representam grande coisa do ponto de vista da gestão do escritório, mas são fundamentais quando consideradas em conjunto. É aqui que entra a importância dos números e estatísticas (jurimetria) e da tecnologia. Em termos gerais, a jurimetria se refere à aplicação, na área do Direito, de técnicas quantitativas comuns à Estatística. Trata-se de uma disciplina que ajuda os legisladores e operadores do Direito a criar instituições sociais e políticas públicas mais justas e eficientes. A jurimetria é baseada em três prismas: a elaboração legislativa e gestão pública; a decisão judicial e a instrução probatória. Sob a ótica dos legisladores e gestores públicos, a técnica auxilia a embasar a tomada de decisões. Já para o julgador, a jurimetria pode ajudar a ponderar diversos fatores humanos e sociais sob a luz das normas jurídicas aplicáveis. Se o julgador é uma pessoa que preza pelo princípio da segurança jurídica, por exemplo, ele pode consultar a base de dados dos tribunais

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados