DPPB obtém do Ministério da Justiça R$ 500 mil para interiorizar atendimentos

A Defensoria Pública do Estado da Paraíba celebrou convênio da ordem de R$ 645 mil com o Ministério da Justiça, por meio da Secretaria Nacional de Justiça (SNJ), com a finalidade de adquirir uma unidade móvel para dar assistência jurídica gratuita a pessoas hipossuficientes (aquelas que não possuem condições financeiras para se sustentar) que moram em localidades distantes das sedes das comarcas do Estado.

A ideia é potencializar a interiorização das ações da Defensoria, de forma que a justiça gratuita chegue ao maior número possível de pessoas nos povoados, distritos e pequenos municípios da Paraíba. De acordo com o convênio celebrado, R$ 500 mil serão provenientes do Ministério da Justiça e R$ 145 mil são referentes à contrapartida da Defensoria Pública.

Garantia constitucional

A defensora Pública-Geral, Madalena Abrantes, lembrou que o benefício da Justiça Gratuita é assegurado no artigo 5° da Constituição Federal e deve ser levado a todos os recantos da nação brasileira. “Portanto, a Paraíba não pode ficar fora desse benefício”, defendeu, agradecendo ao deputado federal Wellington Roberto pela emenda impositiva apresentada.

“Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade…” e que o “Estado prestará assistência jurídica integral e gratuita aos que comprovarem insuficiência de recursos”, prevê o referido dispositivo.

DPPB indo mais longe – De acordo com o convênio assinado pelo secretário nacional de Justiça, Luiz Pontes de Souza, e pela defensora pública-geral da Paraíba, Madalena Abrantes, “a ideia é levar os serviços da Defensoria Pública a quem não tem acesso a este tipo de serviço em distritos e pequenos municípios localizados a grandes distâncias dos centros urbanos que sediam as comarcas do Estado”.

Do total do convênio, R$ 500 mil “correrão à conta do orçamento concedente para o exercício financeiro de 2018, vinculada ao Programa de Trabalho e R$ 145 mil provenientes da contrapartida da convenente (Defensoria Pública), assegurados na Lei Orçamentária Anual número 11.057, de 27 de dezembro de 2017”.

Para celebrar o convênio com a Secretaria Nacional de Justiça, a defensora Madalena Abrantes aquiesceu a uma série de cláusulas contratuais a serem cumpridas durante a vigência do convênio.

“O presente convênio tem por objeto a aquisição e adaptação de unidade móvel para a Defensoria Pública do Estado da Paraíba, a fim de assistir hipossuficientes residentes em localidades distantes das comarcas do Estado, prioritariamente, por meio de assistência jurídica gratuita, conforme detalhado no plano de Trabalho”, prevê uma delas.

DEIXE UMA RESPOSTA