Faculdade do MIT especializada em inteligência artificial abrirá em 2019

A ideia é posicionar os Estados Unidos na liderança da utilização de máquinas inteligentes.

inteligência artificial
Créditos: Muni Yogeshwaran | iStock

Após uma doação de US$ 350 milhões do CEO da Blackstone, o MIT anunciou que destinará US$ 1 bilhão para a criação de uma nova faculdade de computação dedicada à inteligência artificial. 

A instituição, que tem abertura programada para setembro de 2019, se chamará Stephen A. Schwarzman College of Computing, nome do CEO, cofundador e presidente do conselho de administração do fundo Blackstone, responsável direto pela iniciativa.

O MIT descreve a faculdade como “hub interdisciplinar para trabalhos em ciências das computação, inteligência artificial, ciência de dados e campos relacionados”. Inicialmente, funcionará em uma estrutura já existente, mas sua sede definitiva ficará pronta até 2022, dentro do do campus do instituto, em Cambridge, Massachusetts.

Para educar os estudantes nas disciplinas para o uso e o desenvolvimento responsável de inteligência artificial e tecnologias de computação, serão criadas 50 novas vagas para docentes no MIT. A ideia é também se relacionar com outros campos de estudo com a IA e “transformar a educação e a pesquisa em políticas públicas e considerações éticas” relacionadas ao tema.

O presidente do instituto, L. Rafael Reif afirma que, “conforme a computação redesenha nosso mundo, o MIT pretende ajudar a garantir que isso aconteça para o bem de todos. Para acompanhar esse desafio, estamos redesenhando também o MIT”. Segundo ele, a nova faculdade será um centro de desenvolvimento de tecnologias e um local para “pensar criticamente” qual o impacto da tecnologia na humanidade. (Com informações da Época Negócios.)