Microchips implantados sob a pele permitem pagar sem dinheiro ou cartão

105
Um microchip implantado sob a pele está virando tendência na Suécia, na Alemanha, na Austrália e na Nova Zelândia. Créditos: ANNECORDON | iStock Essa tecnologia futurista tem o tamanho de um grão de arroz, fica entre o polegar e o indicador, e serve para pagamentos sem dinheiro ou cartão, ou para abrir a porta de casa. Na Suécia, já são cerca de 3 mil pessoas com o chip RFID implantado. Ao contrário de um código de barras, ele permite acesso remoto à informação que contém. Dispositivos antirroubo, estações de esqui e chips de identificação para animais domésticos são baseados nisso. Esses chips estão presentes em boa parte dos smartphones e em passaportes eletrônicos, mas o uso em humanos é novo. Em 2015, a Epicentes, empresa de tecnologia de Estocolmo, anunciou que implantaria os chips nos seus funcionários para que pudessem entrar no prédio, usar a máquina copiadora e pagar café. O cofundador e diretor da companhia, Patrick Mesterton, disse que “o maior benefício é a conveniência”, já que o chip permite “substituir muitas coisas, como o cartão de crédito ou as chaves”. O chip permite realizar pagamentos sem contato (contactless), como na companhia nacional de trens SJ, a maior da

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados