Juiz determina retorno do dono da Dolly ao comando da empresa

O juiz  da 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo determinou que o empresário Laerte Codonho, dono da Dolly, retorne ao comando da empresa, que está em recuperação judicial.

Dolly
Créditos: Reprodução | Dolly

Na visão do magistrado, o afastamento (decorrente de prisão temporária do dono) comprometeria os negócios da fabricante de refrigerantes, já que as atividades da empresa sempre foram vinculadas ao nome de Codonho. Para o juiz, destituí-lo administrador “mais mal causaria à recuperanda do que bem, pois retiraria da condução da atividade aquele que mais informações sobre essa teria”.

Ele ainda considerou que a necessidade de limitar os “poderes dos administradores da recuperanda, tanto de Laerte quanto de eventuais outros pelos órgãos competentes nomeados”, para impedir maiores danos à empresa e aos credores.

Por isso, determinou uma co-gestão na administração dos negócios até a Assembleia de Credores, nomeando a consultoria Newport para fiscalizar os atos de Codonho. (Com informações do Consultor Jurídico.)

Processo: 1064813-83.2018.8.26.0100 – Decisão (Disponível para Download)