Trabalhador hospitalizado participa de audiência por WhatsApp

41
Autor não compareceu às audiências de conciliação. Créditos: Naveen0301 | iStock A juíza da 4ª Vara de Trabalho de Nova Iguaçu, no Rio de Janeiro, utilizou o WhatsApp para fazer uma audiência de conciliação com o trabalhador que ajuizou a ação, devido ao fato de eles estar hospitalizado. Apesar da presença do advogado, que tinha poderes para negociar, o juiz quis ouvir o trabalhador. Diante da impossibilidade de comparecimento às duas audiências marcadas, o profissional sugeriu ao juiz que utilizasse a tecnologia a seu favor. Na ata da audiência, ficou registrado que a chamada foi feita no início da negociação e que o autor acompanhou e interagiu do início ao fim. A ação trabalhista foi ajuizada pelo trabalhador contra o condomínio que o empregou devido ao não pagamento de salários. O reclamado ofereceu R$ 8 mil, em parcelas de R$ 1 mil, mas o reclamante pediu um valor maior. Ao fim da audiência, ficou acordado o pagamento de R$ 9 mil, em seis parcelas de R$ 1.500. A reclamada ainda terá de pagar honorários advocatícios ao sindicato que prestou assistência na ação, no valor de R$ 1 mil. (Com informações do Jota.Info.) Processo: 0100108-02.2017.5.01.0224

Este conteúdo é restrito para usuários cadastrados do site e é GRÁTIS. Cadastre-se GRATUITAMENTE e tenha acesso já ao conteúdo. Se já for cadastrado, faça o login. Para novos usuários basta preencher o cadastro.

Login de usuários cadastrados