Advogado corporativo deve atuar como parceiro de negócios

Especialista em Direito empresarial comenta o assunto.

direito empresarial
Créditos: IndypendenZ | iStock

Em entrevista ao Conjur, o professor e advogado Leonardo Barém Leite, especialista em Direito empresarial, aponta que o advogado corporativo deve saber atuar como viabilizador do negócio. Para ele, esse profissional precisa ir além do conhecimento técnico das normas legais, desenvolvendo habilidades de aproximação com o mercado que atua, conciliação e viabilização do negócio da empresa.

Leite entende que esses advogados devem enxergar a área como produtora de custos e saber transformar isso em números e resultados, “para que o que o departamento vire investimento”. O professor aponta que o empresário, no final das contas, só quer saber se será possível realizar ou não determinada ação, e o jeito mais rápido, mais barato e mais seguro.

O advogado completa: “Todo o conhecimento e experiência jurídica do profissional precisam ser transformados no que os empresários realmente precisam. O advogado vai usar o saber jurídico, mas deve contextualizá-lo no mundo empresarial e tem que entender de resultados, de gestão de crises, de planejamento estratégico, trabalho em equipe, negociação etc”. (Com informações do Consultor Jurídico.)

DEIXE UMA RESPOSTA