Ação popular solicita retirada de vídeo obsceno do carnaval postado por Bolsonaro

369

Vídeo teve grande repercussão na imprensa internacional.

jair bolsonaro
Créditos: juststock | iStock

Após o presidente Jair Bolsonaro (PSL) posta, em sua conta oficial do Twitter, um vídeo obsceno gravado durante o Carnaval, a 1ª Vara Cível Federal de São Paulo recebeu uma ação popular que solicita a retirada do conteúdo.

Além do vídeo, Bolsonaro perguntou, momentos após, “o que é golden shower”, uma prática sexual que foi demonstrada no vídeo. O comentário do presidente repercutiu na mídia nacional e internacional durante todo o dia.

Na ação popular, os advogados apontam que, dentre os aproximadamente 3,5 milhões de seguidores no perfil do Twitter do presidente, “certamente há crianças e adolescentes e isso já seria o suficiente para se determinar a sua remoção”.

Para os autores da ação, o uso das redes sociais do presidente para divulgar o vídeo atinge a moralidade administrativa. Eles argumentam que Bolsonaro desestimula o turismo “em sua festa mais icônica e conhecida mundialmente”, que é o carnaval. Por fim, consideram que ele “atacou diretamente patrimônio cultural brasileiro” por afirmar que o carnaval “‘virou’ uma cena dantesca”. (Com informações do Consultor Jurídico.)

DEIXE UMA RESPOSTA