Adélio Bispo é considerado doente mental por laudo da Justiça Federal

adélio bispo
Créditos: Takasuu | iStock

Adélio Bispo, autor da facada que feriu Jair Bolsonaro, foi considerado portador de doença mental por peritos da Justiça Federal. O laudo ainda diz que o homem não poderá responder criminalmente pelos seus atos, apesar de ter sido denunciado por prática de atentado pessoal por inconformismo político.

O primeiro inquérito da PF concluiu que Adelio agiu sozinho por motivação política. Mas ainda não se sabe quem está por trás da sua defesa. Por isso, um segundo inquérito está em andamento para dar continuidade às apurações e tentar comprovar a “participação de terceiros ou grupos criminosos” no atentado ao político.

No recebimento da denúncia, o juiz considerou que “Não há dúvidas de que o atentado pessoal do qual o candidato Jair Bolsonaro  foi vítima efetivamente provocou irreparável desequilíbrio no processo eleitoral democrático brasileiro, não somente por afastar das campanhas de rua e debates eleitorais o candidato líder em pesquisas de intenção de voto, mas também por estremecer a garantia do princípio democrático da liberdade de consciência e escolha”.

Ele ainda destacou que Adelio Bispo disse após a prisão em flagrante que agiu por ordem religiosa e política. (Com informações do IG.)

DEIXE UMA RESPOSTA