Fiat vai incorporar linha de carros elétricos para driblar multa ambiental

152

Multinacional pagará milhões de euros para fechar acordo com a Tesla

A multinacional italiana Fiat vai incorporar uma linha de carros elétricos para cumprir a meta de emissão de carbonos imposta pela União Europeia (UE). A medida é autorizada pelo bloco econômico. As informações são do jornal Financial Times.

Fiat
Créditos: Vesilvio | iStock

Pelas regras da UE, todas as montadoras ativas no mercado europeu devem reduzir suas emissões de dióxido de carbono (CO2) em 95% até 2021.

A Fiat é considerada a montadora mais atrasada dentro deste objetivo.
Na prática, a multinacional está comprando as emissões de crédito de CO2 da Tesla.

Isso porque a Tesla produz apenas automóveis movidos a eletricidade e responde por uma emissão de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera próxima a zero. Assim, ela compensa os excessos cometidos pela Fiat.

Segundo o ‘FT’, a Fiat pagará “centenas de milhões de euros” para fechar o acordo. Analistas consultados pelo jornal calculam que, se não se enquadrar, a empresa poderá ser forçada a pagar bilhões em multas a partir de 2021.

A multinacional de automóveis italiana planeja iniciar a venda de híbridos e elétricos no futuro.

Saiba mais:



DEIXE UMA RESPOSTA