Ex-sócio não pode exigir que sócio remanescente preste contas

84

Ex-sócio não pode exigir que sócio remanescente preste contas. O entendimento unânime é da 6ª Turma Cível do Tribunal de Justiça do Distrito Federal (TJDF).

débitos da sociedade
Créditos: Natee Meepian | iStock

No caso, o autor da ação afirmou que fez um acordo para a sua saída da sociedade mas que não recebeu o valor combinado. Por este motivo, considerou que ainda fazia parte do quadro societário da empresa.

Ele pediu a apresentação dos relatórios anuais das contas do estabelecimento por suspeitar de irregularidades administrativas praticadas pelo sócio remanescente, que afirmou não ter feito o pagamento do acordo pois o autor não forneceu a documentação necessária.

Saiba mais:

O juízo de primeiro grau negou o pedido para que o atual sócio prestasse contas. No recurso, o desembargador relator Esdras Neves afirmou que “o apelante aceitou sair da sociedade empresarial (…) inexistindo, portanto, contas a serem exigidas”.

A decisão transitou em julgado.

Processo 0738651-95.2017.8.07.0001

Clique aqui para ler a decisão.

Notícia produzida com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça do Distrito Federal.

É jornalista, formada pela Universidade São Judas. Tem experiência na cobertura do Poder Judiciário, com foco nas cortes estaduais e superiores. Trabalhou anteriormente no SBT e no portal Justificando/Carta Capital.

DEIXE UMA RESPOSTA