Justiça de SP decreta falência da Brasil Pharma, redes Farmais e Big Ben

116

Brasil Pharma solicitou pedido de falência no último dia 06.

A 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca de São Paulo acatou o pedido de falência da rede de drogarias Brasil Pharma, após reconhecer a inviabilidade da manutenção da empresa e do plano de recuperação judicial, de acordo com o comunicado da empresa nesta terça-feira (11).

A Brasil Pharma havia solicitado o pedido de falência no dia 6 de junho, alegando que foi “severamente afetada por diversos fatores e intercorrências nos últimos meses, que acabaram por comprometer o prosseguimento da recuperação judicial”, homologada em 2018.

brasil pharma
Créditos: Kwangmoozaa | iStock

Entre esses motivos do pedido de falência, a empresa citou o baixo valor arrecadado nos leilões de mercadoria e ativos, além da rápida deterioração do valor de mercado dos pontos comerciais e da suspensão do leilão da rede de drogarias Farmais.

A decretação de falência também atinge Drogarias Farmais, Farmais Produtos, Drogaria Amarilis, Sant’ana S.A Drogaria Farmácias, Distribuidora Big Ben, Rede Nordeste de Farmácias, Nex Distribuidora de Produtos Farmacêuticos, Brasil Pharma Promotora de Vendas e Brasil Pharma Fidelidade.

O grupo foi criado como um veículo para consolidar compras de redes de drogarias regionais, contudo teve problemas de integração e passou por disputas entre acionistas, além de ter dívida elevada. O grupo é atualmente controlado pelo Stigma II LLC, da gestora Lyon Capital, que tem 94,49% das ações ordinárias.

O juiz da 2ª vara determinou que o administrador judicial da rede de farmácias será a Deloitte Touche Tohmatsu Consultores e a venda das marcas da empresa “mediante a publicação de edital de alienação com primeira praça em 50% do valor de avaliação, em segunda praça com 30% do valor de avaliação e em terceira praça com lances a partir de 10% do valor de avaliação”.

Notícia produzida com informações do Uol Economia.

DEIXE UMA RESPOSTA