Itaú Unibanco e TJSP realizam mutirão de ação coletiva para pagamento de perdas de planos econômicos

216

Mais de mil pessoas foram convidadas para aderir ao acordo de planos econômicos e receber à vista os valores devidos. Apenas documento oficial original com foto é exigido para liberação do dinheiro

tjsp
Créditos: tupungato | iStock

Até 12 de julho, o Itaú Unibanco, em parceria com o Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP), participa de um mutirão para adesão ao acordo de planos econômicos. Mais de mil pessoas foram convidadas.

O mutirão está voltado para poupadores que ingressaram com execuções no âmbito da ação coletiva movida pelo IDEC. O Itaú realizará à vista o pagamento dos valores calculados conforme o acordo, em até 15 dias após a adesão a ele.

“Durante o mutirão, a burocracia diminui, já que os convocados precisam comparecer munidos apenas de documento oficial original com foto”, esclarece José Vita, diretor do Itaú Unibanco.

O mutirão será realizado no Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (R. Barra Funda, 930, 2º andar – São Paulo/SP), entre 9h e 11h30 – no dia 5 de julho o atendimento se estende até as 16h30. As pessoas que não puderem atender à agenda sugerida ou que não receberam a carta-convite poderão marcar sua presença para qualquer data durante o período de realização do mutirão, pelos telefones 3003-4280 (para São Paulo capital) e 0800-721-4280 (para demais localidades do Estado de São Paulo).

Mais informações sobre o acordo podem ser obtidas no site www.pagamentodapoupanca.com.br.

DEIXE UMA RESPOSTA