Mulher é detida por engano no RJ após falha no sistema de reconhecimento facial da PM

45
falha no sistema de reconhecimento facial da polícia militar
Créditos: pixinoo | iStock

Uma mulher foi confundida pelo sistema de reconhecimento facial da Polícia Militar do Rio de Janeiro e foi detida em Copacabana. As autoridades acreditavam que estavam prendendo uma foragida, acusada de homicídio e ocultação de cadáver.

A Secretaria Estadual de Polícia Militar disse que as câmeras de reconhecimento facial instaladas no local alertaram os policiais e deram positivo para a foragida. Ao abordar a mulher, que estava sem documentos, os policiais a levaram até a 12ª DP, onde foi desfeita a confusão. Os agentes checaram sua identidade e confirmaram que não se tratava da foragida.

Em nota, a corporação disse que “pelo princípio da presunção da inocência e como em qualquer ação policial, reforçamos o compromisso com o total respeito às garantias constitucionais de todos os cidadãos”.

mulher detida reconhecimento facial
Créditos: metamorworks | iStock

De acordo com a polícia, as câmeras são capazes de identificar veículos roubados, foragidos da Justiça e torcedores proibidos de frequentar estádios, por meio de integração ao software de dados da Polícia Civil. O programa funciona integrado ao Centro Integrado de Comando e Controle (CICC) da PM, que recebe as imagens em tempo real.

(Com informações do G1)

DEIXE UMA RESPOSTA