STF nega liberação de passaporte de Ronaldinho Gaúcho

423
ronaldinho gaúcho
Créditos: Phaelnogueira | iStock

A ministra Rosa Weber, do STF, negou o pedido de Ronaldinho Gaúcho e Roberto Assis, seu irmão, para liberar seus passaportes, que estão retidos até que seja efetuado o pagamento referente a um processo de crime ambiental. 

A defesa dos irmãos disse que Ronaldinho está privado de sua maior fonte de renda, que é a aparição em eventos ao redor do mundo. No recurso, pontuaram que o atleta seria processado por um empresário da Indonésia, que o contratou para um evento estrangeiro adiado inúmeras vezes pela ausência do ex-jogador.

Para a ministra, os documentos continuarão retidos até o pagamento da multa, pois não houve abuso de autoridade na apreensão dos passaportes após decisão do TJ-RS, medida vista como necessária para o cumprimento de sentença. 

Eles foram condenados ao pagamento de R$ 8,5 milhões de indenização e reversão de danos causados em área de preservação em Porto Alegre (RS). 

(Com informações do Uol)

Leia também:

Conheça o Juristas Signer , a plataforma de assinatura de documentos com certificado digital.

DEIXE UMA RESPOSTA