Romário pagará R$ 408 mil por dívida de aluguel em Brasília

435
romário
Créditos: erdikocak | iStock

A 7ª Vara Cível de Brasília condenou o senador Romário (Podemos-RJ) ao pagamento de R$ 408.799,47 por uma dívida da locação de uma mansão em Brasília. O senador também deverá demolir, no prazo de 30 dias, um campo de futebol e um píer construídos de forma irregular no imóvel alugado. 

A ação foi ajuizada pela Fashion Park Empreendimentos Imobiliários em 2016 em face de Romário e de seus fiadores, Silvio Antônio Ferreira e Temístocles Grossi. O contrato teve início em 2012 e durou até 2016. O ex-jogador morou no imóvel à beira do Lago Paranoá nesses 4 anos.

O valor inicial de R$ 26 mil foi reajustado para R$ 35 mil em julho de 2015, e teria vigência de 12 meses a partir de agosto de 2015. Romário teria efetuado o pagamento de dois meses e, a partir de novembro de 2015, parou de pagar o aluguel até deixar o imóvel, em setembro de 2016. 

A defesa de Romário informou ao UOL, por meio do advogado Luiz Sérgio Vasconcelos Júnior, que já entrou com recurso da decisão em primeira instância e acrescentou que “boa parte dos valores já estão depositados judicialmente e as demais obrigações impostas, quais sejam: demolir o píer e o campo, já foram feitas há muito tempo”.

Processo nº 2016.01.1.110076-0 

(Com informações do Uol)

Leia também:          

 

Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas Certificação Digital. Acesse a plataforma de assinatura de documentos com certificado digital de maneira fácil e segura.

Siga o Portal Juristas no Facebook, Instagram, Google News, Pinterest, Linkedin e Twitter.   

DEIXE UMA RESPOSTA