Idosa de 91 anos será indenizada por operadora de celular

349

Uma idosa de 91 anos receberá indenização por danos morais de uma operadora de celular, depois que recebeu dezenas de ligações de cobrança de dívidas. A decisão é da 22ª câmara de Direito Privado do TJ/SP, que em sua fundamentação reconheceu que a operadora de telefonia agiu de forma desnecessária e imprópria, gerando todo um constrangimento a consumidora inadimplente.

O fato iniciou quando a idosa, que é cliente da operadora há mais de dez anos, não efetuou o pagamento de uma das parcelas mensais referente a serviços. Com isto, a idosa passou a receber, no período de 3 dias, uma média entre 30 a 60 ligações de cobrança, gerando todo um constrangimento o que a levou a pleitear na Justiça o pedido de reparação por conta do excesso da empresa. Na sentença, o juiz entendeu pela improcedência da ação, negando a ação indenizatória da idosa.

Com a interposição do recurso, o desembargador Roberto Mac Cracken ao analisar o recurso, frisou que o cerne da discussão não estava no questionamento da validade nem a existência da dívida, mas na maneira como a empresa estava fazendo a cobrança a cliente inadimplente. Para o desembargador, não foi juntado qualquer documento por parte da fornecedora de serviços a fim de comprovar que não houve excesso em suas cobranças, e entendeu que “ainda que inadimplente, o consumidor tem o direito a ser cobrado de modo que não seja perturbada a sua paz de espírito nem lhe sejam gerados constrangimentos”.

O direito a exigir o crédito é reconhecido pelo desembargador Roberto Mac Cracken, entretanto esta não poderá fazê-la de modo a “superar o limite restrito da legalidade”.

Um fato importante, que agravou a situação e foi levado em consideração pelo relator, foi a idade da cliente, 91 anos, pois para ele a idosa “encontra-se em uma situação de vulnerabilidade ainda mais delicada”.

O colegiado, por unanimidade decidiu condenar a empresa de telefonia ao pagamento da indenização por danos morais no valor de R$ 10 mil.

Fonte: Migalhas

DEIXE UMA RESPOSTA