Advogado é suspenso pela OAB-GO por delatar cliente em operação do MP

283

Foi decidido pelo Tribunal de Ética e Disciplina da OAB de Goiás a suspensão do exercício da advocacia Aluísio Flávio Veloso Grande, por 90 dias. O profissional firmou um acordo de delação premiada com Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado para delatar um de seus clientes.

No caso, ele se compromete a auxiliar o Ministério Público na identificação do modus operandi de suposta organização criminosa, seus integrantes e os crimes por ela praticados.

O TED entendeu, ao analisar o caso, além de quebrar o sigilo profissional, o advogado contribuiu diretamente para a prática de atos criminosos, justificando a aplicação da medida de suspensão por o advogado realizou delação premiada na operação “máfia das falências”.

Além de ter feito a delação, Grande também gravou alguns de seus clientes para confirmar a tese da existência de uma organização criminosa. Ele também ajudou o MP a entender o complexo funcionamento do esquema de fraude contra credores e de lavagem de capitais levados a efeito.

Com base na delação de Grande — que foi homologada pela Justiça —, foram decretados mandados de prisão preventiva contra os advogados Ricardo Miranda Bonifácio e Souza, Alex José Silva e Rodolfo Macedo Montenegro.

 

Fonte: Conjur

DEIXE UMA RESPOSTA