Casos de Covid-19 sobem 261% desde junho no sistema socioeducativo

18
Viúva da Mega-Sena
Créditos: Valerii Evlakhov / iStock

Segundo boletim divulgado nesta quarta-feira (16) pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), os registros de casos de Covid-19 entre adolescentes em medida socioeducativa no sistema socioeducativo subiram 261% nos últimos três meses. Em 15 de junho eram 239 ocorrências confirmadas, enquanto em 14 de setembro foram constatados 863 registros de contaminação. Com a soma entre adolescentes e servidores, já são 3.946 casos confirmados de Covid-19 e 21 óbitos desde o início da pandemia.

Já no sistema prisional, os novos dados apontam que, no intervalo entre 14 de agosto e 14 de setembro, a incidência de Covid-19 entre pessoas presas e servidores aumentou 47,8%, totalizando 34.961 casos e 192 óbitos – grande parte desse número é resultado da intensificação na política de testagem adotada pelo estado de São Paulo. Na semana anterior, a variação de 30 dias medida entre 7 de agosto e 7 de setembro foi de 40,5%.

No que se refere à testagem nos espaços de privação de liberdade, no socioeducativo, houve testagem de 6.593 adolescentes privados de liberdade e de 16.340 trabalhadores dessas unidades, em 23 estados. O Mato Grosso do Sul não distinguiu as categorias de público de seus 180 exames realizados.

Já no sistema Carcerário, os Grupos de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário – GMFs informaram que foram realizados 51.221 exames para a Covid-19 em pessoas presas – o que corresponde a 6,8% da população carcerária no país. Entre servidores foram aplicados 40.128 exames, o equivalente a 31,5% do contingente de trabalhadores nesses estabelecimentos. Há ainda outros 7.466 testes realizados em unidades prisionais no estado do Ceará – que não distinguiu o quantitativo destinado a cada grupo. segundo boletim divulgado nesta quarta-feira (16) pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Com informações do CNJ.

DEIXE UMA RESPOSTA