Seis pessoas condenadas por envolvimento em fraudes contra o INSS

9
venda de vagas
Créditos: izzetugutmen | iStock

Foram condenadas a mais de 96 anos de reclusão pela 3ª Vara da Justiça Federal, seis pessoas denunciadas por envolvimento num esquema de concessão fraudulenta de benefícios em agências da Previdência Social em Belém. O esquema foi desvendado pela Operação Flagelo, deflagrada em fevereiro de 2008 pela Polícia Federal, que efetuou mais de 30 prisões.

A sentença do juiz federal Rubens Rollo D’Oliveira, assinada no dia 18 de setembro só foi divulgada na sexta-feira (2), o Juiz também decretou o perdimento de todos os bens e valores apreendidos por serem de proveito ou produto de infração, à exceção daqueles que já foram restituídos. Os réus ainda têm direito de apelar em liberdade ao Tribunal Regional Federal da 1ª Região.

Com esta sentença, já são 26 os réus condenados neste ano por envolvimento no esquema de fraudes. A quadrilha opera com o auxílio de intermediários que arregimentam pessoas com interesse em conseguir benefícios previdenciários fraudulentos. Depois disso, conseguiam a documentação necessária para formalizar o pedido de concessão do benefício previdenciário.

Com informações do Tribunal Regional Federal da 1ª Região – TRF1.

DEIXE UMA RESPOSTA