Felipe Neto move processo contra ex-ministro após citação envolvendo pornografia infantil

postagem homofóbica
Créditos: anyaberkut | iStock

A assessoria do Influencer Felipe Neto, 32, divulgou nota na quinta-feira (31), informando que a equipe jurídica do youtuber está interpelando criminalmente Marcelo Álvaro Antônio, 46, ex-Ministro de Turismo do governo Bolsonaro.

Felipe Neto pede à Justiça Segundo o jornalista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, uma indenização de R$ 50 mil por danos morais, além da retirada do tuíte, em que o ex-ministro fez referência ao nome do youtuber com pornografia infantil.

A postagem foi feita em Setembro de 2020, nela o ex-ministro escreveu “Já nas bancas, ao lado dos livros pornográficos para crianças do Felipe Neto. #OVerdadeiroGenocida”.

Segundo a assessoria de Felipe Neto, Marcelo Álvaro Antônio está sendo procurado para responder às afirmações ofensivas, entretanto, ele ainda não pôde ser encontrado em razão de sua demissão, que ocorreu no dia 9 de dezembro, antes da emissão do mandado expedido pelo Juíz.

Álvaro Antônio foi demitido pessoalmente por Bolsonaro, o Planalto, porém, não divulgou nota sobre a saída do político. Segundo a Folha de São Paulo, em mensagem no grupo de WhatsApp da equipe ministerial, Álvaro Antônio acusou o general Luiz Eduardo Ramos, ministro da Secretaria de Governo e amigo de Bolsonaro desde os tempos de Exército, de estar negociando sua cadeira no Congresso. No texto, Álvaro Antônio chega a chamar Ramos de “traíra” e diz que o general “de forma covarde” ataca “sem parar” os apoiadores conservadores do presidente.

Com informações do Uol.

 

 

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA