Parlamentar britânica é presa após admitir que viajou de trem com covid-19

Primeira-ministra britânica divulgará detalhes sobre Brexit na terça-feira
Créditos: Delpixel / Shutterstock.com

Na última segunda-feira (4) a parlamentar britânica, Margaret Ferrier, foi presa depois de admitir que usou o transporte público enquanto estava sabidamente infectada com o novo coronavírus. A informação divulgada pela imprensa local foi que mesmo sabendo que estava infectada, a parlamentar viajou de trem em setembro de Londres a Glasgow, na Escócia. Embora a polícia metropolitana de Londres tenha investigado o caso, a conclusão foi de que nenhum crime havia sido cometido de acordo com as leis em vigor naquele dia.

As autoridades inglesas, no entanto, levaram o caso à Escócia. Segundo veículos locais, a polícia informou que Ferrier foi acusada de “suposta conduta culposa e imprudente”. A atitude da parlamentar causou um escândalo político no Reino Unido. Ela enfrentou grande pressão para renunciar e, em outubro, foi suspensa pelo partido Partido Nacional Escocês (SNP, na sigla em inglês).

À época em que o caso veio à tona, a primeira-ministra escocesa e líder do SNP, Nicola Sturgeon, chamou o desempenho de Ferrier de “indefensável”. “É difícil expressar minha raiva em nome do povo de todo o país, que todos os dias faz grandes sacrifícios para ajudar a derrotar a Covid. As regras aplicam-se a todos e existem para manter as pessoas seguras.” declarou. No dia 1º de outubro, Ferrier publicou em sua conta no Twitter um pedido de desculpas e disse ter notificado a polícia.

Com informações do The Guardian e UOL.

 

 

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA