Juíza que incentivou aglomerações deverá se explicar ao CNJ

Medidas Cautelares
Créditos: Michał Chodyra / iStock

Por determinação da corregedora, ministra Maria Thereza de Assis Moura, a juíza Ludmila Lins Grilo, que atua na comarca de Unaí-MG, deverá se explicar ao CNJ, por  incentivar aglomerações e ensinar como burlar medidas sanitárias contra a covid-19,

A reclamação foi apresentada pelo advogado José Belga Assis Trad (processo 0000004-32.2021.2.00.0000) para apurar possíveis infrações disciplinares cometidas pela magistrada. Ele alegou que a magistrada defende, para mais de 130 mil seguidores no Twitter, “a aglomeração de pessoas nas praias e festas do litoral brasileiro”.

Na virada do ano, a juíza divulgou um vídeo de fogos de artifício vistos de uma praia com os dizeres “Feliz Ano Novo!”, seguido pela hashtag #AglomeraBrasil. Em outra publicação, a juíza compartilhou um vídeo que mostra uma rua repleta de pessoas. No post, a juíza comentou: “Rua das Pedras, em Búzios/RJ, agora à noite. Uma cidade que resiste à estupidez”. Posteriormente,  a magistrada postou um vídeo “ensinando” como burlar o uso da máscara.

No despacho, a corregedora afirma ainda não ser o caso de impor à magistrada a abstenção “de novas condutas, mais especificamente, de disseminar em redes sociais e afins atos e comportamentos manifestamente contrários às medidas de prevenção e combate à pandemia do COVID-19 estabelecidas pelos competentes órgãos de saúde”. Para ela, a imposição de restrição de tal ordem à liberdade de expressão poderia caracterizar censura prévia incompatível com o regime democrático vigente.

Assim, a corregedora mandou oficiar à Corregedoria-Geral da Justiça do Estado de MG para que, no prazo de até 48 horas, notifique a Juíza Ludmila Lins Grilo, a fim de que, em 15 dias, preste informações sobre os fatos apresentados.

Com informações de Migalhas.

 

 

Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas – www.arjuristas.com.br. Entre em contato através de email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA