Deve responder por ato obsceno motoqueiro que pilotou nu pelas ruas do ES

nulidade de atos judiciais
Créditos: LightFieldStudios / iStock

O motoqueiro Vinicius de Paula da Silva (27), que ganhou visibilidade nas redes sociais por pilotar nu pelas ruas de Baixo Guandu (ES), irá responder por ato obsceno, infração penal que prevê uma pena de detenção de três meses a um ano. Segundo a Polícia Civil do Espírito Santo, em depoimento, Vinícius disse que não imaginava a proporção que este ato iria tomar e que estava arrependido.

No dia em que resolveu dar uma voltinha na moto do jeito que veio ao mundo, o motociclista comemorava aniversário e os amigos o desafiaram a pilotar pelado, ‘nós vamos te dar um presente, mas só se você der uma volta pelado de moto aí na rua’. E aí eu aceitei”, explicou ele.

O vídeo que circula na internet foi gravado por moradores no centro da cidade e deu o que falar. Muitos entraram em contato com a polícia pedindo que os militares “freassem” o “peladão”. Ainda de acordo com Vinícius, a abordagem policial só aconteceu um dia após o ocorrido, Ele foi levado à Delegacia de Polícia Civil e irá responder em liberdade no Juizado Especial Criminal de Baixo Guandu por ato obsceno, infração penal de menor potencial ofensivo, que prevê pena de detenção de três meses a um ano.

Logo depois de sair da delegacia, Vinícius gravou um vídeo e postou nas redes sociais pedindo desculpas a todos que viram a cena.

Com informações do UOL.

 

Leia mais notícias sobre o mundo jurídico no Portal Juristas. Adquira seu certificado digital E-CPF ou E-CNPJ com a Juristas – www.arjuristas.com.br. Entre em contato através de email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA