Município e companhia elétrica devem indenizar adolescentes vítimas de descarga elétrica

Equatorial Energia
Créditos: NOKFreelance / iStock

Foi mantida pela  9ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) condenação ao Município de Campinas e à companhia elétrica por descarga que causou lesões gravíssimas em dois adolescentes e ocasionou a amputação de membros superiores. Pelo dano, a Fazenda e a concessionária deverão pagar um salário mínimo por mês a cada uma das vítimas até que completem 65 anos e indenizar ambas, a título de danos morais, no valor de R$ 73,1 mil cada.

O acidente aconteceu quando os jovens tentavam tirar uma pipa de cima de árvore que estava enroscada em fios elétricos por estar sem poda. Um coqueiro, também não podado, encobria a outra árvore e os fios. Como a altura era muito grande, eles foram até a sacada da casa onde moravam com uma barra de ferro para fazer o resgate, momento em que sofreram a descarga.

Para o desembargador Moreira de Carvalho, relator do recurso (1041061-45.2015.8.26.0114), “A Fazenda é responsável por não efetuar a poda da árvore, permitindo que os fios se enroscaram nos galhos da árvore. A concessionária é responsável pela manutenção da rede elétrica”, afirmou.

Em seu voto ele frisou, “Evidente, assim, que se as árvores tivessem sido submetidas à poda, para assegurar uma distância mínima até a altura da rede de distribuição, não seria necessário chegar à altura da fiação para alcançar a pipa, e sequer os autores-apelantes teriam que subir à sacada do imóvel para alcançar a pipa”.

O julgamento, que contou com a participação dos desembargadores Rebouças de Carvalho e Carlos Eduardo Pachi, teve decisão unânime.

Com informações do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo.

 

 

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA