ABNT lança proposta de normalização para Ecoparques

Evento acontecerá no dia 25 durante webinar que contará com Fabrício Soler, sócio da área Ambiental do Felsberg Advogados

Associação Brasileira de Normas TécnicasA Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) realiza, no próximo dia 25 o webinar “Ecoparques”, com a presença de especialistas na área de gestão de resíduos sólidos urbanos. No evento será lançada a proposta de normalização para Ecoparques e debatido o programa para regulamentar o adequado manuseio, tratamentos, beneficiamentos, segregação, reciclagem, geração de composto orgânico e energia e destinação final ambientalmente adequados no Brasil.

Fabrício Soler, sócio da área Ambiental do Felsberg Advogados, especialista em Direito Ambiental, Direito dos Resíduos, Saneamento, Infraestrutura e Sustentabilidade falará sobre o “Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e atribuições dos agentes do ciclo de vida dos produtos” durante o evento.

Participam da live, Mario William Esper, presidente da ABNT; Luis Felipe Dornfeld Colturato, especialista em Resíduos e Biogás pelo projeto GEF Biogás Brasil e consultor da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO); Fabricio Soler, professor, consultor Jurídico do projeto GEF Biogás Brasil pela UNIDO, e Consultor Jurídico da CNI; Bruno Igel, Managing Director da Wise S.A; Luiz Carlos Busato, coordenador da Comissão Especial da ABNT responsável pela norma ABNT “NBR 16849 – Resíduos sólidos urbanos para fins energéticos — Requisitos”; Thiago Carvalho Pinto, CEO e fundador da Eureciclo; Pedro Ronald Maranhão Braga Borges, secretário nacional do Ministério do Desenvolvimento Regional; Mauren Lazzaretti, presidente da Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente (ABEMA) e secretária de Meio Ambiente do Mato Grosso.

Estarão em debate o “Plano Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) e atribuições dos agentes do ciclo de vida dos produtos” , “Apoio ao setor privado com a modernização da nova ABNT”, “O que é um ecoparque? O que entra e o que sai?”, “Transformação de sucatas plásticas que saem do ecoparque até se transformarem em produto final para uso do consumidor”, “Transformação de resíduos urbanos e industriais em combustíveis para fornos industriais”, “Economia Circular e Logística Reversa: quanto já atingimos hoje e perspectivas de crescimento” e “A importância dos créditos de reciclagem na logística reversa”.

Ecoparques têm em seu escopo coleta urbana, classificação de resíduos, aterros sanitários, cadeia específica de resíduo de construção civil e de resíduos de serviços da saúde, destinação (descarte) e aterros de resíduos. De modo geral, é onde se destina e se trata resíduos sólidos urbanos (RSU). É o local onde o material deve ser preparado e na primeira etapa deve passar por um tratamento mecânico, onde é gerado o CDR e os recicláveis. Depois, os finos orgânicos podem ir para secagem, biodigestão, compostagem ou mecanização.

A ABNT, em parceria com a Abema (Associação Brasileira de Entidades Estaduais de Meio Ambiente), está trabalhando em um plano para elaborar normas para cada uma dessas etapas. Além disso, o convênio firmado recentemente com a Abema tem o objetivo de fazer uma força-tarefa para atualizar e elaborar novas normas referentes aos setores de meio ambiente, resíduos e saneamento.

Serviço

Webinar – Ecoparques

Data- 25 de fevereiro de 2021

Horário: 16h

Inscrição – https://www.sympla.com.br/webinar-ecoparques__1125186

Acesso- Canal da ABNT no YouTube

DEIXE UMA RESPOSTA