Dupla sertaneja é condenada por expor idosa no programa de Danilo Gentili

Dupla sertaneja é condenada por expor idosa no programa de Danilo Gentili | Juristas
Crédito: Miljan Živković / istock

Confirmada pelo Tribunal de Justiça a condenação da dupla sertaneja Bruno e Barreto ao pagamento de indenização no valor de R$ 21 mil à família de uma idosa. A dupla foi condenada em primeira instância e, no final de janeiro por expor a mulher e sua família em uma entrevista concedida em 2016 ao programa “The Noite”, do SBT.

Na conversa com o apresentador Danilo Gentili, os sertanejos disseram que, durante uma viagem para um show no interior paulista, Bruno havia se relacionado sexualmente com uma idosa.

Embora não tenham mencionado nenhum nome, eles citaram a cidade na qual o show foi realizado e deram tantos detalhes que muitas pessoas da região conseguiram identificar a mulher. A família afirma que a história é mentirosa, que a idosa estava debilitada à época, em tratamento de câncer, e que, a partir a entrevista, a vida de todos se transformou em um caos. “Viramos motivo de piada e chacota”, disseram os familiares à Justiça.

Os filhos passaram a receber ligações telefônicas, trotes, mensagens de WhatsApp com piadinhas sobre a história contada pela dupla sertaneja. “Nossa genitora ficou em prantos, arrasada, envergonhada, sentindo-se humilhada, adoentada e com o quadro depressivo se agravando”.

Na defesa apresentada à Justiça, a dupla sertaneja alegou que, na “anedota”, fazia referência a outra pessoa. “As declarações proferidas foram genéricas, sem menção expressa a qualquer pessoa e realizadas em programa de cunho humorístico, sem qualquer conotação ofensiva.” Segundo Bruno e Barreto, não há provas de que falavam da mãe dos autores do processo.

Segundo o desembargador Rezende Silveira, relator do processo. “Ao contrário do que alegam, as menções da história, supostamente hilária, não foram genéricas, e foi perfeitamente possível identificar a pessoa”, afirmou Segundo o desembargador, na entrevista, eles foram “sexistas” e preconceituosos, gabando-se de uma situação artificialmente hilária, às custas da privacidade alheia”, com o objetivo de “autopromover os dotes masculinos e alavancar a audiência do programa”.

Com informações do UOL.

 

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: Facebook, Twitter, Instagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA