Vasco é acionado na justiça: Zagueiro Breno cobra R$ 13 milhões por atraso de pagamentos

Município é condenado por assédio moral após transferir trabalhadora que discutiu com prefeito
Créditos: r.classen / Shutterstock.com

A juíza Kiria Simões Garcia, da 71ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, estabeleceu o prazo de 15 dias, para que o Club de Regatas Vasco da Gama se defenda e apresente manifestação sobre ação movida pelo zagueiro Breno, que cobra R$13 milhões, por atraso de pagamentos de salários e direitos trabalhistas.

Segundo a defesa do jogador, além de ter salários em atraso, 13º, férias, a multa por atraso no pagamento das férias, três anos sem nenhum depósito do FGTS, o Vasco, como qualquer empresa, tem obrigação de prorrogar o contrato quando há acidente de trabalho. “O Breno ainda estava em tratamento ao final do contrato, ele não tinha condições de atuar, ou seja, o Vasco tinha de prorrogar o contrato por pelo menos mais um ano, é o que determina a lei. Isso se chama estabilidade provisória”, afirmou o advogado de Breno

.

Revelado no São Paulo, Breno chegou ao Vasco em 2017, emprestado pelo time paulista, sendo depois contratado. Porém o contrato com o time carioca se encerrou em dezembro de 2020.

Com informações do Globo Esporte.

 

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA