Universidades demitem professor por comentário sobre estupro: “Relaxe e aproveite”

Vítima de estupro coletivo soube do crime na internet
Créditos: Ocus Focus | iStock

No interior do Paraná, um professor universitário foi demitido de duas faculdades onde lecionava, depois de fazer um comentário considerado pelos alunos como apologia ao estupro.

Em 12 de março, durante uma aula remota de ergonomia do quinto semestre do curso de Engenharia de Produção, o professor, identificado como Ricardo Germano Efing, disse: “Desculpe, meninas, eu sei que é chulo o que eu vou dizer, mas é aquele ditado: se o estupro é inevitável e iminente, relaxe e aproveite”.

Após a postagem e divulgação do vídeo nas redes sociais, na ultima sexta-feira (19), o Centro Universitário do Vale do Iguaçú (Uniguaçu), em nota, anunciou a demissão de Ricardo. Em razão dos fatos ocorridos na aula on-line, a Uniguaçu informa que assim que tomado conhecimento celeremente reportou-se primeiramente à turma com pedido de escusas, e logo a seguir deliberou pela tomada de medidas administrativas para desligamento imediato do professor”, declarou.

Outra escola em que o professor lecionava, o Centro Universitário Campo Real, em Guarapuava, também no Paraná, tomou a mesma atitude e informou que “imediatamente deliberou sobre as medidas administrativas cabíveis para o desligamento”.

Segundo a declaração de uma aluna, que preferiu não se identificar, ao portal UOL Notícias, o professor disse as frases durante uma tentativa de analogia sobre novas adaptações no mercado de trabalho. “Um colega perguntou o motivo de os idosos não conseguirem se adaptar às novas tecnologias. O professor respondeu que, quando você é chefe ou dono de uma empresa e precisa demitir, não há escolha e deve mandar embora. Nisso, ele usou essa infeliz frase para dizer que o funcionário não tinha o que fazer e sim apenas aceitar, utilizando essa analogia”, explicou a estudante.

O professor também divulgou uma nota onde diz que a divulgação do vídeo contém apenas um “pequeno fragmento descontextualizado da aula transmitida via internet”, mas destaca que, “após devida reflexão, se mostra integralmente inapropriada”.

Veja o vídeo com a fla do professor:

Com informações do UOL.

 

 

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA