Futebol: SPFC vence olheiros de Antony e Rodrigo Caio na Justiça

Figueirense Futebol Clube
Créditos: alphaspirit / iStock

O São Paulo Futebol Clube (SPFC) venceu duas ações na Justiça contra olheiros responsáveis por levar o zagueiro Rodrigo Caio e o atacante Antony para a base do clube. Eles alegavam ter 5% dos direitos econômicos dos jogadores em contratos assinados, mas o São Paulo Futebol Clube baseou sua defesa na mudança da Lei Pelé que proibiu esse tipo de operação com terceiros — o documento foi assinado após a mudança na legislação.

O ex-jogador Paulo Nani pedia R$ 13,7 milhões pela transferência de Antony ao Ajax, enquanto Aparecido Lopes de Oliveira e Cícero Gomes requerem R$ 2,2 milhões pela venda de Rodrigo Caio ao Flamengo.

No caso de Nani, o Tricolor ainda chegou a assinar um contrato remunerando o ex-jogador em R$ 6,3 mil pela indicação de Antony ao clube. O papel ainda colocava que Nani abria mãos de outros direitos em nome do valor pago pelo SPFC. O clube já teria explicado ao olheiro que o contrato anterior não teria validade por causa da mudança na Lei Pelé e quis recompensá-lo.

As decisões são de primeira instância e cabem recurso, mas caso confirmadas livram o Tricolor paulista de pagar quase R$ 16 milhões pelas transferências da dupla.

Com informações do UOL.


Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA