Segmento de moda é afetado pela crise, TNG, Le Postiche, Cavalera e Dudalina pedem recuperação judicial

Vendedor de roupas ofendido quanto à orientação sexual receberá indenização / moda
Créditos: Por hxdbzxy / shutterstock.com

Neste cenário de incertezas causado pela pandemia de covid-19, renomadas marcas do segmento de moda feminino e masculino no Brasil enfrentam uma grande crise financeira. TNG, Le Postiche, Cavalera e Dudalina são algumas das empresas que precisaram entrar com pedido de recuperação judicial para negociar dívidas milionárias.

Segundo reportagem de “O Globo”, escritórios de advocacia e empresas de reestruturação relatam aumentos de 25% a 50% nas consultas de redes varejistas preocupadas com o aumento do endividamento. O setor de modas vive a “tempestade perfeita”, afirma José Antônio Ferraiuolo, sócio da X-Infinity, empresa especializada em reestruturação de empresas. “Os programas do governo de apoio do ano passado já foram usados e serviram como forma de amortecimento. Mas os problemas de 2020 foram empurrados para 2021. O volume de consultas no escritório de empresas do setor aumentou 25% neste ano”.

A rede TNG, que tem lojas em shoppings, “ficou fechada por 200 dias desde o início da pandemia”, revela Tito Bessa Junior, fundador da empresa. O empresário informou ao Globo que 70 lojas da TNG foram fechadas. A grife Cavalera pediu recuperação judicial no início de maio, em São Paulo. Suas dívidas são de 60 milhões de reais.

Segundo a reportagem, a Restoque, que dirige as grifes Le Lis Blanc, Dudalina e Rosa Chá, entrou em recuperação extrajudicial no ano passado e negociou com os credores a emissão de debêntures no valor de 1,4 bilhão de reais, em fevereiro. A Le Postiche e a Via Uno também pediram recuperação judicial.

Ao menos 13 marcas foram obrigadas a pedir proteção contra credores com dívidas que ultrapassam os 5 bilhões de reais. Um dos principais problemas que acarretaram o forte impacto no caixa foi a falta de investimento nas lojas online. Inclusive, no período marcado por medidas de isolamento para combater a pandemia, quem tinha presença mais forte no digital conseguiu se adaptarmais rapidamente.

Além da tendencia de manutenção da crise, em virtude da falta de perspectiva em torno da vacinação no país as empresas começam a sofrer com o aumento das commodities, elementos necessários para compor peças, por causa da recuperação dos Estados Unidos e da China.

Com informações de O Globo.

 

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA