Gabigol paga multa e TJSP extingue processo por aglomeração em cassino ilegal

Figueirense Futebol Clube
Créditos: alphaspirit / iStock

O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJSP) informou, na terça-feira (25), que extinguiu o processo contra o jogador Gabigol do Flamengo, por crime contra a saúde pública, segundo informações da CNN Brasil. A decisão se deu após o atleta ter aceitado pagar um acordo para pagar R$ 110 mil.

O atleta foi flagrado, em 14 de março deste ano, em um cassino ilegal na capital paulista, durante uma operação da polícia. Como a cidade estava vivenciando restrição do funcionamento dos estabelecimentos, ele foi pego descumprindo o distanciamento social imposto pela pandemia de covid-19, configurando crime contra a saúde pública. Na noite em que o estabelecimento foi fechado, havia mais de 200 pessoas no local.

Em 26 de abril, o atacante participou da audiência, celebrada pelo juiz Fabricio Reali Zia, do Juizado Especial Criminal (Jecrim) no Fórum da Barra Funda. Na ocasião, ele optou por aceitar o termo oferecido, o equivalente a 100 salários mínimos, que serão destinados ao Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD).

Com informações do UOL.

Fique por dentro de tudo que acontece no mundo jurídico no Portal Juristas, siga nas redes sociais: FacebookTwitterInstagram e Linkedin. Adquira sua certificação digital e-CPF e e-CNPJ na com a Juristas Certificação Digital, entre em contato conosco por email ou pelo WhatsApp (83) 9 93826000

DEIXE UMA RESPOSTA